[Dica da semana] Série Looking, a nova da HBO

looking-hbo-season1-poster

Jovem entre arbustos, em um desses parques conhecidos pela pegação clandestina. Homem mais velho e ofegante se aproxima, abrindo imediatamente o seu zíper. Algo desconfortável, o jovem diz “Ok, oi. Meu nome é Patrick”. O mais velho não responde. O mais novo o beija. O outro rejeita. “Não, não”. O jovem socializa: “Você vem muito aqui?”. Recebe um shhh como resposta. “Qual o seu nome? Não ouvi”, faz o maluco, porque o outro nunca disse seu nome. “Cala a boca!”, o mais velho rebate. Não é esse seu nome, claro. “Desculpa”, o mais novo solta, no exato momento em que se assusta com o toque das mãos frias do outro em seu pênis. “Mãos geladas. Muito geladas”. Começa a rir. Seu celular toca. É a deixa para escapar.

Essa é a primeira cena da recém-estreada série Looking – uma das apostas da HBO para 2014. A aposta para o nicho gay, pode-se dizer. Ambientada em São Francisco, a cidade mais LGBT da história, a trama acompanha um grupo de três amigos centrais: o designer Patrick (Jonathan Groff, de “Boss” e “Glee”), o da cena em questão; o artista Agustín (Frankie J. Alvarez, estreante); e garçom quarentão Dom (Murray Bartlett, de “The Guilding Light”). Cada um vive um momento diferente, mas, como o título indica, estão todos em busca de encontros. Até mesmo Agustín, que namora Frank (O.T. Fagbenle, de “Material Girl”), e protagoniza um ménage à trois inesperado para seu parceiro, no primeiro episódio.

A cena do encontro do Patrick (é, ele despontou como meu favorito) com um cara que ele conheceu na Internet é impagável. Os dois vão a um restaurante e logo começam a perceber as diferenças. O rapaz não é estrábico, como indicava a foto do seu perfil, mas dispara uma pergunta atrás da outra, como quem tem um questionário de qualificação a preencher. Patrick, cujo namoro mais longo durou seis meses (ele aumenta, porque na verdade foram cinco!), não passa no teste. Rola um climão, mas um climão engraçadíssimo. Só quem detestou um primeiro encontro entende – ou seja, todo mundo.

Mal estreou e “Looking” já recebeu comparações que vão de “Queer as Folk” a “Girls”. O programa foi criado por Michael Lannan, que assina todos os episódios, majoritariamente dirigidos por Andrew Haigh (de “Weekend” e “Greek Pete”). Por trás das câmeras, há nomes como Mark Douglas (de “American Horror Story”) e David Marshall Grant (de “Brothers & Sisters”) na produção.

Só pesa o horário. Os episódios novos de “Looking” vão ao ar às 23h30 dos domingos na HBO. Há vários horários alternativos para as reprises, mas acaba que a melhor opção é mesmo ver on demand.

Anúncios

Uma resposta para [Dica da semana] Série Looking, a nova da HBO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s