Às vezes o melhor é fechar o bico, entendeu Joelma?

joelma

Há alguém alheio à polêmica causada pela declaração da Joelma – a vocalista da banda Calypso – sobre homossexuais e viciados em drogas? Acredito que não, mas, em todo caso, comecemos do início. Segue na íntegra o parágrafo que gerou toda a repercussão, publicado originalmente pelo colunista Bruno Astuto no site da revista Época:

Ela afirma que as roupas e atitudes sexy não destoam da fé. “Uso aquelas roupas curtas e rebolo, mas, quando falo de Deus, todo mundo entende”. Indagada sobre a legião de fãs gays, sai do tom. “Tenho muitos fãs gays, mas a Bíblia diz que o casamento gay não é correto e sou contra”. Acrescenta que, se tivesse um filho nessa situação, “lutaria até a morte para fazer sua conversão”. “Já vi muitos se regenerarem. Conheço muitas mães que sofrem por terem filhos gays. É como um drogado tentando se recuperar”.

O assunto causou alvoroço nas redes sociais e vem sendo explorado pela mídia desde sábado (30/3). De ex-BBBs ao Grupo Gay da Bahia, todos demonstraram indignação com a comparação feia pela cantora paraense. Aguinaldo Silva, Betty Faria, Leda Nagle, Carlos Tufvesson repudiaram a atitude da Joelma. Com a polêmica, ela tentou se explicar:

Ao EGO, a cantora negou que tenha comparado homossexuais a drogados, mas reafirmou ser contra o casamento gay. “Estou decidida a entrar com um processo contra a revista se não colocarem como eu falei. Falei que sou contra o casamento gay, mas meus melhores amigos são gays. Meu maior confidente é gay”, afirmou ela.
Joelma falou que o motivo de seu posicionamento é por ser evangélica, e afirmou que “lutaria até a morte” tentando mudar a orientação de um filho seu se ele fosse gay. “Sou contra porque minha religião não permite. Por isso eu não quero que meu filho seja gay”, falou.
(…) “Não posso julgar ou criticar porque a vida é de cada um. Mas sou contra o casamento gay. Seria o mesmo que eu concordasse que meu filho gay se casasse. Uma mãe quando sonha coisas para o filho só sonha coisas boas“.

Para completar, nesta terça (2/4), ela divulgou o seguinte vídeo:

Falam que eu disse que eu comparava gay a drogados e eu não falei isso. Relatei algo que uma pessoa me contou: que ele deixou de ser gay e deixou as drogas, e que ele falou que era tão difícil uma coisa quanto a outra. Aí veio a comparação, entendeu?”

Joelma quer que os outros entendam algo que nem ela entende. A cantora é um típico caso de preconceito mascarado. Ela diz da boca para fora que não é homofóbica (“Meu maior confidente é gay”), mas “lutaria até a morte” para que um filho gay se REGENERASSE (porque uma mãe “só sonha coisas boas” para a prole). Ou seja. Se ela acredita que um homossexual precisa mudar sua orientação, o preconceito é intrínseco à crença. Entendeu, Joelma?

Mas eu não quero discutir isso, nem a hipocrisia da fé conveniente da cantora, nem as distorções religiosas que fundamentam suas declarações. Vivemos em um país com liberdade de expressão e Joelma tem o direito de dizer o que pensa, mas também o dever de arcar com as consequências. Minha pergunta é: essa mulher não tem assessoria de imprensa? Essas declarações não são inteligentes para ela como artista – tanto é que a repercussão foi totalmente negativa. Quanto mais ela falou, mais se embolou. Joelma se queimou com a classe, com a equipe, com os fãs e com quem não dava a mínima para ela. O mesmo não aconteceria se fosse uma cantora gospel dando declarações similares. É questão de nicho. Joelma tem que saber para quem fala, antes de decidir o que falar. Na falta de algo positivo a dizer, o melhor é a omissão.

De qualquer forma, fico feliz que a entrevista tenha repercutido tanto e gerado essa polêmica. Sinal de que declarações assim não são mais toleradas pela sociedade. A homofobia pode não ter sido criminalizada ainda, mas já é mal vista. O debate sobre a legalização do casamento igualitário é válido, mas desde que haja respeito nas argumentações. Se sua fé condena a homossexualidade, não seja homossexual ou troque de religião. Mas não ache que todos têm que viver como você. Faça o bem, que é isso que qualquer Deus quer.

Anúncios

5 respostas para Às vezes o melhor é fechar o bico, entendeu Joelma?

  1. Ninguem é obrigado a concordar com tudo, somos livres , toda opinião deve ser respeitada. Coisa mais boba, existe preocupação muito maior…tanta corrupção, violencia.. salário de miséria .e o povo se preocupando com besteiras… Tá de sacanagemmm

  2. Sim, eu estava totalmente por fora dessa discussão
    .E, pensando bem, em se tratando de Joelma, Chimbinha e Calypso, sinceramente, as aparências é o que realmente contam, pq, na minha opinião, qualidade muisical=0 .
    Ela pensa que se explica, mas na verdade o que ela está dizendo é: ser gay não é bom “porque mãe só sonha coisas boas para a prole” ; e isso não tem nada a ver com religião, só com hipocrisia; além do mais ela pensa que ser gay é uma doença do qual as pessoas podem se “regenerar”, assim como uma lagartixa é capaz de regenerar algumas partes do corpo.
    Francamente, ela podia continuar só rebolando e fazendo play back que já tá de bom tamanho.

    Cármen Machado.

  3. marina

    “Meus melhores amigos são gays”. Penso que, particularmente, jamais conseguiria ter como melhores amigas/confidentes pessoas que acreditam em coisas tão opostas ao que eu acredito, em questões tão fundamentais. tanto no caso dela quando o deles!

  4. Davi Bandeira

    Lamentável. Eu realmente a admirava. Gosto da cultura paraense trazida por sua banda, o carimbó, calypso. Ela pode ter sua opinião pessoal, isso cada um tem e devemos respeitar, mas ela é uma pessoa pública, alguém que pode influenciar opiniões e atitudes, não poderia dar essas declarações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s