BBB 12: a pauta do suposto estupro de Daniel

Quando divulgaram a lista de participantes do BBB 12, li em algum lugar que o programa gerou, só naquele dia, cerca de 60 pautas diferentes nos meios de comunicação. Respeito quem não gosta de reality show e enxerga esse tipo atração como entretenimento vazio e de segunda ordem, mas seu poder e dimensão não podem ser ignorados.

Hoje é domingo (15/1), um dia marcado por pautas frias. Só tragédias ou mortes de figuras MUITO importantes conseguem movimentar as redações, com o quadro de funcionários reduzido para um plantão desinteressante, cheio de matérias escritas previamente, que poderiam ser publicadas em qualquer dia do ano. Mas o BBB conseguiu inserir um tema na ordem do dia: estupro.

Explica-se: na madrugada, Daniel foi visto embaixo do edredom com Monique, que supostamente dormia, enquanto movimentos frenéticos e suspeitos aconteciam ao seu lado. Nas redes sociais, começaram a pedir a cabeça do cara, que teria abusado da moça. Não quero usar esse post para defender uma ou outra ideia, mas apenas levantar o caso. Isso foi o assunto do dia, superando o desdobramento do UFC Rio.

Visitei a página inicial de sites essencialmente jornalísticos (UOL, SRZD, R7) e as notícias do suposto estupro estão na página inicial de todos, figurando entre as cinco matérias mais lidas do dia (só não entrou no ranking do G1, que evitou o tema, curiosamente). É óbvio que a questão não se limita ao reality show. É de ordem maior.

O BBB é assim: propõe a discussão de assuntos sérios, com origem oca. Quem se nega a assistir se priva de debates contundentes, que ganham as mesas dos bares e os salões de beleza. Nessas 12 edições, o público já discutiu bulimia, homossexualidade, preconceito, racismo, machismo, assistencialismo, transexualidade, moral e bons costumes, só para citar alguns tópicos memoráveis.

O grande barato é que esses temas surgiram justamente de um reality show, voltado para as massas, e não de um programa cult do canal Futura, de audiência nula ou segmentada. Mais interessante ainda é a discussão de temas relevantes para a sociedade no período de férias, carnaval e oba oba. A fórmula é velha, mas continua dando certo. Eu aprovo. A menos que fôssemos vítimas, não pensaríamos em estupro em um domingão de churrasco.

Anúncios

2 respostas para BBB 12: a pauta do suposto estupro de Daniel

  1. Paulo Ramon

    isso não é transmitido em tempo real? como iriam abafar? quer dizer: sabemos como uma moça costuma reagir a um estupro..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s