Missão Madrinha de Casamento > Se Beber, Não Case!

O filme “Missão Madrinha de Casamento” (Bridemaids) tem como pano de fundo as vésperas de um matrimônio, um grupo de amigas e muita confusão. Pra completar, elas quase viajam a Las Vegas para a despedida de solteira da noiva. Quase. É, você já assistiu a algo parecido antes, eu entendo. As comparações com “Se Beber, Não Case!” são inevitáveis – mas não esgotam o tema.

Li uma meia dúzia de críticos se referindo ao filme como a versão masculina da comédia com Bradley Cooper (“Esquadrão Classe A”), uma comparação que traz consigo uma carga pesada. “Se Beber, Não Case!” (o 1, porque o 2 eu me recusei a ver) é um pastelão – e agradou ou desagradou o público por isso. Mas esse não é o caso de “Missão Madrinha de Casamento”, estrelado e roteirizado por Kristen Wiig (“Saturday Night Live”), em parceria com Annie Mumolo (?) na segunda função.

Antes de mais nada, eu não classificaria o filme como uma comédia, assim tão puramente. Nem mesmo uma comédia dramática – termo paradoxal que tem sido bastante usado por aí. Ousaria arriscar o avesso disso: um drama cômico. É, é isso aí.

A trama acompanha Annie, uma americana que perdeu seu negócio, seu namorado e sua auto-estima, enquanto a situação só piora. É uma história sobre a relação das mulheres, ou talvez do ser humano em geral, com o fracasso. Ela é convidada para ser a madrinha do casamento da melhor amiga e passa a se desentender com a mulher do chefe do noivo, que não consegue deixar de ser perfeita e intrometida. As duas passam a competir pela atenção da noiva (mulheres…). Climão.

Retirando as duas últimas frases da sinopse, o filme passaria longe de uma comédia. Essa competição é o gancho para as cenas de humor, intercaladas com as do drama pessoal da protagonista, que em muitos momentos fala com os olhos. Mais do que extroversão, “Missão…” é introspecção – constatação suficiente para desfazer as comparações com “Se Beber…”. Este segundo é a pura comédia americana, com aquela fórmula idiota de fazer rir a cada não sei quantos segundos.

Gostei de verdade do filme, ameaçando algumas risadas (é difícil eu rir com bobeira) e dando muitos sorrisos de auto reconhecimento. E ainda tem Chris O’Dowd (série “The IT Crowd”) em uma versão mais madura de Tom (Joseph Gordon-Levitt em “500 Dias Com Ela” – eu sei que você também se encantou).

Uma resposta para Missão Madrinha de Casamento > Se Beber, Não Case!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s