“De Pernas pro Ar” peca em interpretações, mas faz gargalhar

Uma workaholic é demitida no mesmo dia que o marido, e pai de seu filho, pede para dar um tempo na relação. Essa é a deixa para que Alice (Ingrid Guimarães) se redescubra profissionalmente e sexualmente: ela passa a trabalhar em um sex shop decadente, que ajuda a reerguer. O negócio decola e ela faz as pazes com o marido (Bruno Garcia), mas esconde dele seu novo emprego.

Assim, eu resumiria a história da comédia De Pernas Pro Ar (que antes, se chamaria Sex Delícia, que além de ter mais a ver, é mais comercial, mas tudo bem), que assisti ontem em primeira mão. O filme, que só chega aos cinemas no fim do mês, tem momentos hilariantes – como a cena em que a personagem de Ingrid Guimarães usa, na partida de futebol do filhinho, uma calcinha que vibra quando submetida à música. É impossível segurar a risada.

E esse pode ser um problema, porque também senti vontade de rir nas cenas mais dramáticas da história. Era Ingrid chorando e eu sorrindo. Ela atua mal, né? Outro dia, ela estava no Programa do Jô e disse que, durante as gravações da novela Caras & Bocas, escrevia as falas na mão. Se justificou dizendo que estava grávida e que “grávidas não decoram texto”. Ingrid, querida, me diga que você também estava grávida quando filmou esse filme!

Outra é Maria Paula, que faz o papel que fez em toda a sua carreira: o da amiga gostosona. Ela me parece muito teatral, com expressões exageradas e, muitas vezes, caricatas. Provavelmente, resultado de anos atuando no Casseta & Planeta. Vai levar um tempo para se enquadrar nos (bons) padrões de interpretação. Mas, ainda assim, convence mais que Ingrid. Nesse contexto, quem se destaca pela boa atuação é Bruno Garcia, que tem a pegada que ambas tem para o humor, mas sem ficar esdrúxulo.

O cinema brasileiro está em um bom momento – vocês viram? Tropa de Elita 2 é o filme nacional mais visto de todos os tempos – mas De pernas pro ar não é lá uma boa experiência cinematrográfica. Seria um ótimo seriado ou uma ótima peça teatral. Mas, no cinema, não sei não.

 

Responder a “De Pernas pro Ar” peca em interpretações, mas faz gargalhar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s