Um dia é tempo suficiente para eu saber se vou te amar ou não

“Se você gosta dele, e ele gosta de você, por que não ficam juntos?”. Criança costuma pensar assim, com sabedoria e simplicidade. Eu, até bem pouco tempo, também era adepto desse raciocínio tão lógico quanto inocente. Mas parece que, quando você começa a envelhecer, se torna inevitável dificultar a matemática. Não sei quando ocorreu essa transição, mas ela ocorreu. 1+1 passa a não dar 2 necessariamente, porque você descobre outras nuances e variáveis nessa que, de uma soma básica, se torna uma equação complexa. É quando você passa a jogar – contra aquele com quem você deseja fazer par no futuro. Note bem: joga-se contra, e não com.

“Jogar com” seria a forma infantil, franca, transparente: dizer o que sente, expor as cartas na mesa, fazer questionamentos, tirar tudo a limpo e ir curtir o recreio. Mas não é isso que acontece. Você “joga contra”, escondendo cartas, fazendo mistério, guardando curingas, blefando e, quem sabe, até roubando, com uma carta na manga. Não dá para curtir o recreio, porque você perdeu o intervalo inteiro nesse desgaste. Porque o jogo é puro desgaste.

Eu não sei jogar, aliás. Agir de forma x para conquistar a reação y. O infalível sempre falha comigo, porque não dou conta da missão. Se o correto é ir atrás, para esperar que venham… eu não aguento esperar. Se quero falar, falo. Se o ideal é demorar a responder as conversas virtuais, para não parecer que está dando muita atenção àquilo, eu não consigo. Respondo imediatamente, e fico roendo as unhas esperando a resposta, que sempre tarda. Se é proibido em hipótese alguma demonstrar seus sentimentos antes de determinado tempo, eu esbravejo o que sinto nas primeiras 24 horas. Um dia é tempo suficiente para eu saber se vou te amar ou não. Essa frase é forte, mas me caracteriza, e eu gosto de como ela soa. Vou botar no título.

Bem, esse sou eu em minha essência. Não eu jogando. Chega um momento no qual ir atrás e responder as conversas imediatamente soa como desespero. E não importa se você está desesperado ou não, o que importa é a imagem que você imprime. Pagar paixão, então, é loucura. E não do tipo de loucura boa igual da Dercy Gonçalves (“ela é louca, um barato!”). Não. Do tipo de loucura insana: “foge dele, pois mal me conheceu e achou que estava apaixonado”. Abrir o jogo, então, vira entregar sua insensatez, e você não pode fazer isso. Se quer conquistar, tem que agir diferente do que você quer fazer, o que é sim muito estranho. Por isso os casamentos não duram, eu acho. A gente joga tanto contra que depois não sabe jogar com. A gente esconde tanto quem a gente é, para não parecer maluco, que o outro se decepciona quando descobre que casou com um ideal e não com um real. E eu falando de casamentos… a maioria dos jogos dão “game over” muito antes do altar. Ainda se usa casar?

Como a gente complica!

Faz assim, faz assado, é melhor desse jeito, não pode isso, não pode aquilo, ignora, dá um gelo, some, aparece, marca território, dá mole, não dá mole, pergunta, não pergunta, beija, não beija, dá, não dá, fala, não fala, pede desculpas, não pede desculpas, perdoa, não perdoa, põe contra a parede, não põe, faz o blasé, não faz, prende, solta, demonstra ciúme, esconde ciúme, simula ciúme, faz surpresa, não faz surpresa para não ter surpresa, pega outros, não pega outros, finge que pega outros, finge que não pega outros, mostra seus interesses, esconde seus interesses, aceita o convite, não aceita, dá presente, não dá presente, é cedo demais, é tarde demais… tem que fazer diferente do que quer. Esse é o jogo social.

Anúncios

Responder a Um dia é tempo suficiente para eu saber se vou te amar ou não

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s