[Dica da semana] The Bling Ring – A Gangue de Hollywood

Era para o novo filme da Sofia Coppola – The Bling Ring: a Gangue de Hollywood – chegar aos cinemas brasileiros nesta sexta (2/8), mas a estreia foi adiada para o dia 16. Muita gente ficou decepcionada, porque há certa expectativa com relação a esse projeto, principalmente por causa da cineasta e da atriz Emma Watson (a Hermione de “Harry Potter”), que encabeça o elenco. Mas o que mais chama minha atenção no filme é sua história, que pode ser lida no livro homônimo da jornalista americana Nancy Jo Sales, lançado pela Intrínseca.

O longa-metragem da Coppola é, na verdade, baseado em uma reportagem escrita pela autora para a revista Vanity Fair em 2010: “The Suspects Wore Loubotins”. A matéria aprofundava um tema que estava mexendo com Hollywood: o grupo de jovens que assaltava a casa de celebridades, como Paris Hilton, Orlando Bloom e Lindsay Lohan. Eles furtaram joias, roupas, acessórios, quadros e diversos outros itens das residências dos famosos, muitas vezes indo à mesma casa mais de uma vez. Aparentemente destemidos, exibiam suas “compras”, como chamavam os furtos, nas baladas e em redes sociais.

bling-ring-a-gangue-de-hollywood-nancy-jo-sales-ligiabraslauskas-literaturar7-700

Um grupo de assaltantes sem noção, você está pensando. Sim! Mas… não! Não é só isso. Eles eram obcecados pela fama e achavam que tinham direito de roubar as celebridades. Só assaltavam famosos. E mais: não precisavam. Não eram pobres. Uma das envolvidas – Alexis Neiers – até teve seu reality show na TV. Para entender, então, porque fizeram tudo isso, Nancy Jo Sales viajou a Los Angeles para entrevistá-los. O resultado foi a reportagem da Vanity Fair e, agora que a história ganhou um filme, ela apressou um livro para pegar carona nesse sucesso. E, bem, vale a pena ler. Se você não entendeu ainda, essa é a dica da semana.

Eu fiz questão de ler a obra antes de assistir ao filme e, com o adiamento, você também tem a chance de fazer isso. Vale muito a pena, porque não é nem uma crítica nem uma ode aos assaltantes. A autora realmente tenta fazer um retrato psicológico deles e de toda uma geração influenciada por reality shows que geram celebridades instantâneas e sites de fofoca que, da mesma maneira, mitificam protagonistas de sex tapes. É uma narrativa muito inteligente (de verdade!) e com potencial para agradar tanto os fãs de “Gossip Girl” quanto os haters do “Big Brother Brasil”. É crítico, mas com pitada de futilidade que o assunto pede.

Anúncios

Responder a [Dica da semana] The Bling Ring – A Gangue de Hollywood

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s