Fatos e perspectivas

Já tinha ouvido falar sobre psicólogos que passam trabalhos de casa para seus pacientes. Acho, até, que foi ela mesma quem me falou sobre isso em uma consulta. Não pensei que seriamos desses, mas, de repente, veio o primeiro exercício, sem que me desse conta. Ela pediu que eu pensasse nos significados de fracasso e frustração – conceitos que venho abordando. “Às vezes a gente confunde essas duas coisas”, me disse. “A gente, não. Você. Talvez eu não tenha me feito entender, no máximo”, mentalizei, não dando muita importância ao assunto. “Pensa nisso”. “Vou pensar”.

Tomei o elevador e, ali dentro mesmo, diferenciei as duas palavras. “Fracasso é o fato, o acontecimento em si. Já a frustração é o sentimento diante dessas circunstâncias”. Segui minha vida indiferentemente, comendo meus chocolates, ouvindo minhas músicas e assoando meu nariz (mudança de tempo!). Mas o assunto começou a me atormentar alguns dias depois. É a tal da pulga atrás da orelha. Comecei a duvidar de mim mesmo. Nunca fui de deixar trabalho de casa para depois.

Failure or Success

Fracasso é o fato? Mas o que é um fato? Fato é algo inegável – como supostamente é o lead dos textos jornalísticos. O fracasso é inegável? Não depende da perspectiva? Um fato é a explosão de uma bomba em um trem. O fracasso, para alguns, é a falha na segurança, por exemplo. Mas, para quem colocou a bomba ali, não. A falha foi o seu sucesso. Estou me fazendo entender? Talvez não, mas foi esse meu raciocínio. O que eu entendi é o seguinte: o fracasso não é o fato, mas sim a nossa maneira de vê-lo.

E a frustração? É mesmo o sentimento diante de um fato? Sim, me parece isso mesmo. Mas vamos além. Frustração está mais para insatisfação ou para decepção? Eu acho que é decepção, mas ela já tentou me sugerir que é insatisfação. Frustrado é insatisfeito, um estado que pode até antevir a decepção. Mas frustrado também é decepcionado. Um pouco dos dois, talvez. Frustrado é um saco – isso que eu sei.

O legal é que nem o fracasso nem a frustração são definitivos, e isso eu já sabia. O fracasso passa, e a frustração, se não passa, deveria. Ela, pelo menos, não é um estado constante, aliás, como nenhum é. Nem a felicidade e nem a tristeza são. “Estou feliz” é mais verdadeiro do que “sou feliz”. Assim como frustrado. O fracasso e a frustração não são sentenças definitivas. Sempre dá para recorrer e começar de novo. Bate o medo – ok, sejamos fracos, bate o desespero – de não fracassar e se frustrar de novo, mas vale lembrar que é tudo questão de perspectiva. Talvez seja o caso de olhar por outro ângulo.

Anúncios

Responder a Fatos e perspectivas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s