[Dica da Semana] Cinco filmes de temática gay – meus favoritos (lembrados)

O Rio Festival Gay de Cinema – de nome autoexplicativo – começa hoje, e essa seria a minha dica da semana, mas pensei: e as pessoas de todas as outras centenas (ou milhares, sei lá) de cidades brasileiras (e mundiais, se acreditar que tenho leitores internacionais!)? Fica chato ignorar toda essa galera. Então, tive a ideia de usar o evento como gancho para recomendar meus filmes favoritos de temática gay. Já aviso: “O Segredo de Brokeback Mountain” (2005) não é um deles. Para quem se interessar pelo festival, as informações estão todas aqui.

Any Day Now (2012) – Direção: Travis Fine
(Estados Unidos)
Esse filme é muito legal. A história se passa nos anos 70 e trata de um casal peculiar: a drag queen Rudy Donatello (Alan Cumming) e o advogado Paul Finger (Garret Dillahunt). Os dois se conhecem em um bar e se aproximam quando Donatello busca Finger para ajudá-lo a adotar uma criança com síndrome de down, que será mandada para um orfanato após a prisão de sua mãe viciada em drogas. Óbvio: rola uma paixão entre os caras, mas abafada por causa da profissão do Finger. Há várias questões morais e legais retratadas, e todas ainda muito atuais. Indico.
Segue o traler:

Comme Les Autres (2008) – Direção: Vincent Garenq
(França)
Quando eu vi esse filme, há anos, adorei demais – mas nunca revi, então não sei se ainda acharia bom. Mas vai a dica. Nesta história, o casal Emmanuel (Lambert Wilson) e Philippe (Pascal Elbé) vive um impasse: um quer adotar uma criança e o outro não. Mas, um dia, Emmanuel leva sua decisão às últimas consequências – e aí Josefina (Pilar López de Ayala) entra na trama. É colocar na balança o relacionamento e o desejo de ser pai.
Segue o trailer:

Dzi Croquettes (2009) – Direção: Tatiana Issa e Raphael Alvarez
(Brasil)
Esse filme é admirável e inspirador! É um documentário sobre o grupo de atores e bailarinos Dzi Croquettes, que enfrentou a ditadura e fez história na contracultura com suas performances transgêneras. Há depoimentos do Ney Matrogrosso, do Gilberto Gil, da Liza Minelli, da Cláudia Raia, etc, etc, etc. E tá inteirinho no Youtube. Assista agora de uma vez:

Juste une question d’amour (2000) – Direção: Christian Faure
(França /Bélgica)
Meu favorito dos favoritos. O filme acompanha a história de amor do jovem Laurent (Cyrille Thouvenin) com o professor de botânica Cédric (Stéphan Guérin-Tillié). O problema é a família conservadora do aluno, que o leva a fingir um namoro heterossexual com sua colega de quarto, e esconder de todas as maneiras o verdadeiro – homossexual. Logo, há o conflito entre o amor e as aparências. O filme foi desenvolvido para a TV e assistido por milhões de pessoas na França, e agora tá inteirinho (e legendado!) no Youtube:

Shelter (De Repente, Califórnia, 2007) – Direção: Jonah Markowitz
(Estados Unidos)
Muitos criticam esse filme, mas eu acho fofo. De todos listados aqui, é o único que trata de descoberta da homossexualidade. Neste, o surfista Zach (Trevor Wright) se envolve com Shaun (Brad Rowe), o irmão mais velho do seu amigo. Mas, com medo do que dirão, ele não quer que ninguém saiba do relacionamento.
Segue o trailer:

Anúncios

14 respostas para [Dica da Semana] Cinco filmes de temática gay – meus favoritos (lembrados)

  1. A maioria non’ve visto, mas parece muito apropriado que a aposta filme sobre temas como a homossexualidade, hoje é uma questão que está muito marcada na sociedade especialmente desde que se envolver em realismo tinturas e formas sociais mágicos ideológica.

  2. Sidney Borges de Souza

    Outra dica é: Tomboy um filme lindo com excelente interpretação da atriz principal.

  3. Sidney Borges de Souza

    O filme: Um amor para ocultar é um filme lindo, é muito triste, para assistir precisa estar preparado. Vai mexer com vc.
    Não sei o nome original do filme, mais o nome que esta ai esta no youtube

  4. alan vinicius de almeida

    faltou o filme o segredo de brokeback mountain….muiiitooo bom…..fika a dica

  5. Henrique

    Realmente Shelter é o meu preferido. Tbm tenho no meu pc e não excluo não… tem um filme nacional chamado “Te Amo Renato”, mto bonito – triste – mas bonito recomendo.

    • Leonardo Torres – Autor

      Henrique, eu vi “Eu te amo, Renato” no fim de passado que passou. Boa dica, sim. E o melhor é que está disponível para streaming online.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s