Maratona Oscar 2013: A Hora Mais Escura

Esse post faz parte da maratona contra o tempo para ver o máximo de filmes possíveis antes da cerimônia do Oscar 2013, marcada para o dia 24 de fevereiro (acompanhe o processo)

Indicações: Melhor Filme, Atriz (Jessica Chastain), Roteiro Original, Edição e Edição de Som.

“A Hora Mais Escura”, de todos os filmes indicados à categoria principal do Oscar 2013, era com certeza o que eu menos queria ver. Tanto é que deixei para a reta final da maratona. A proposta de um filme sobre a caça ao Bin Laden não me atraiu, ainda mais dirigido pela Kathryn Bigelow – do premiado “Guerra ao Terror” (2008), que detestei. Mas, no fim das contas, essa foi mais uma surpresa feliz do ano. Gostei.

Trata-se de mais um filme político – e um filme político norte-americano, do jeito que eles gostam (como “Lincoln” e “Argo”). No caso, eles são meras vítimas do terrorismo, dispostos a fazer justiça (a sua justiça) com o grande vilão, que é a Al-Qaeda. Para isso, busca-se o extermínio do líder Osama Bin Laden. Qualquer opinião discordante disso não coube no roteiro – o que já o faz menos merecedor dos títulos de Melhor Filme e Roteiro Original para mim. Para eles, isso é um mérito.

Há, no entanto, muitos pontos positivos. A história começa em 2001, após o atentado de 11 de setembro, e vai até 2011, quando os EUA conseguem assassinar Bin Laden, e essa passagem de tempo é muito bem dirigida. O amadurecimento dos personagens, que ficam mais duros, frios e estressados ao longo da história, também é muito bem explorado, principalmente na personagem principal – a agente da CIA Maya. Jessica Chastain está ótima no papel, que conduz toda a trama.

A atriz não está encantadora como Quvenzhané Wallis (“Indomável Sonhadora”), tocante como Emmanuelle Riva (“Amor”), arrebatadora como Naomi Watts (“O Impossível”), nem delirante como Jennifer Lawrence (“O Lado Bom da Vida”). Mas fez um trabalho belíssimo em sua sutileza. A última cena do filme é muito específica da obsessão da personagem por solucionar o caso – mas a Academia provavelmente escolherá um dos momentos explosivos para mostrar na premiação. Pena. De qualquer forma, ela e o filme dificilmente ganharão qualquer estatueta. Não tem força para isso.

movies_zero_dark_thirty_still_3

Responder a Maratona Oscar 2013: A Hora Mais Escura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s