Maratona Oscar 2013: Django Livre

Esse post faz parte da maratona contra o tempo para ver o máximo de filmes possíveis antes da cerimônia do Oscar 2013, marcada para o dia 24 de fevereiro (acompanhe o processo)

Indicações: Melhor Filme; Roteiro Original; Ator Coadjuvante (Christoph Waltz); Fotografia; e Edição de Som.

Vi “Django Livre” (Django Unchained) cheio de ressalvas. Não gosto da violência que paira nos filmes do Quentin Tarantino, com aquelas cenas explícitas de tortura e partes do corpo abertas jorrando sangue. Geralmente, perco muitos minutos da trama de olhos fechados. Mas esse longa não é tão pesado. Há mais ameaças que fatos e, quando elas são concretizadas, não passam de explosões pouco críveis de ketchup. É até meio trash, na verdade.

Apesar da expectativa que precede todo lançamento do cineasta e das reais indicações ao Oscar, não vejo em “Django Unchained” o potencial para nenhum prêmio. O ator Christoph Waltz, indicado na categoria de coadjuvante, está bem, mas não impressionante, como foi no seu trabalho anterior com Tarantino (“Bastardos Inglórios”), quando venceu a premiação. Na minha opinião, Samuel L. Jackson está melhor e merecia a nomeação. Dá raiva do seu personagem puxa-saco!

O roteiro, outro aspecto que valeu indicação ao Oscar, perde fácil para “Moonrise Kingdom” ou “Amor”. As 2h45 de história são excessivas, com vários recomeços cansativos. A impressão é que a trama esquece para onde caminha em algumas partes. O melhor bloco é o dominado por Jamie Foxx e Leonardo DiCaprio em uma negociação sinistra. Tudo que acontece antes ou depois disso deveria ter sido encurtado e revisto.

Não digo que “Django Unchained” não seja um bom filme, porque ele é. Há vários aspectos interessantes, como o amor que move toda a violência e os laços de amizade e fidelidade. Também gostei muito do próprio Django (Foxx), que é um anti-herói, focado no resgate da sua esposa escravizada, mas com completa ausência de sentimentos abolicionistas ou de comunidade negra. Isso é interessante demais, mas não vale prêmio.

django-unchained-official-still-dicaprio-foxx

Responder a Maratona Oscar 2013: Django Livre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s