O Espião Que Sabia Demais, Precisamos Falar Sobre o Kevin, Dois Coelhos e Cavalo de Guerra – Eu já vi

Quero usar esse post para falar, sem muitos rodeios, sobre quatro filmes a que assisti recentemente e acredito que serão comentados nas próximas semanas. Não são críticas. Apenas comentários. Para maiores informações, o Google está aí.

O primeiro é “O Espião Que Sabia Demais” (Tinker Tailor Soldier Spy), cuja premissa já me havia entediado, mas assisti mesmo assim, porque está sendo indicado a um montão de premiações. Meu feeling não errou. C-h-a-t-o. Os fãs de Gary Oldman e Colin Firth se resgam em elogios a esse filme – um suspense – mas eu, que não me encaixo na categoria de admirador de nenhum dos dois, achei um porre. Como assisti no computador, meu desejo era adiantar para a cena final e acabar logo com o martírio (uma narrativa leeeeeenta) – como as pessoas fazem com livros. Mas não fiz isso. Infelizmente.

O segundo filme é o brasileiro “Dois Coelhos”, do novato Afonso Poyart, que estreia nesta sexta (20/1). Eu saí do cinema sem saber se tinha amado ou odiado (na verdade, ainda não sei), mas certo de ter assistido a uma refrescada no cinema nacional. A arte da produção é ímpar e acho que estávamos precisando disso. O roteiro, que retrocede toda hora para trazer novas informações reveladoras, também é interessante. Só a inovação visual já vale o ingresso (mas vá numa quarta-feira, que é mais barato).

“Precisamos Falar Sobre o Kevin”, que estreia na semana que vem, é o terceiro filme dessa lista recente. Estava de olho nesse longa desde o Festival de Cannes do ano passado! A expectativa era imensa e, por alguns instantes, achei que me decepcionaria. O início é meio bizarro e pode afastar os mais fracos, mas depois o thriller se torna encantador. Tilda Swinton, a protagonista, não está louvável como disseram, mas conduz muito bem a história da mãe de um garoto introspectivo e problemático, que planeja um massacre em sua escola. Desses três, é o melhor.

Maaaaaas… aí vem “Cavalo de Guerra”, o novo filme de Steven Spielberg (não pretendo ver “As Aventuras de Tintim”, então…), que foi uma surpresa agradável. Sei que a premissa de um cavalo enviado à guerra e blablablá não são lá muito atraentes (eu mesmo não queria assistir), mas gente: dá um voto de confiança. A história é bem melodramática – pra quem gosta, prato cheio – e o cavalo quase merece uma indicação ao Oscar. Dá de mil no cachorro Marley, nosso amorzinho de quatro verões atrás.

Anúncios

Uma resposta para O Espião Que Sabia Demais, Precisamos Falar Sobre o Kevin, Dois Coelhos e Cavalo de Guerra – Eu já vi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s