Eu respondo e eles se ofendem

Tenho um rosto natural de mal humor e um timbre facilmente confundível com rispidez e antipatia. Sei disso. Tenho 20 anos (ok, 22…) e lido com essas características desde que me entendo por gente. Não é fácil lutar contra isso. Não sou como aquele gari, o Sorriso. Mas eu me esforço para ser educado e amável.

Não consigo, ao que tudo indica. Hoje, entrei na Renner procurando pela minha mãe (não conseguia me comunicar com ela e sei que dentro dessa loja o seu celular fica sem sinal) e fui abordado por uma daquelas mulheres-quer-um-cartão?. Disse que já tinha. “Titular ou dependente?”. Titular, menti – e ela se afastou intimidada.

Não achei minha mãe e fui à C&A (ela é uma mulher popular, note bem). Novamente, fui abordado por ofertas de cartões. Dessa vez, era um homem, aparentemente novato.

– Bom dia. Já tem cartão?

– Já – disse, caminhando rápido, meio fugindo dele, meio querendo achar mamãe.

– Ah, desculpa. Não queria incomodar. – me respondeu, com um timbre que naturalmente desperta compaixão, diferentemente do meu.

Mas, g-e-n-t-e, ele não queria incomodar? Ele é pago justamente para isso! Profissão: Inconveniente; Habilitação: Cartões. Mas ele foi tão verdadeiro no seu pedido de desculpas, que eu fiquei com pena. Eu não quis ser ríspido. Eu não notei, se fui. Apenas respondi a sua pergunta inicial (tem gente que ignora!!!). Quis ser educado até.

Parei o meu andar acelerado, me virei para ele e, dessa vez, quem pediu desculpas fui eu. “Não, você não me incomodou. Eu só te respondi. Tudo bem? Boa tarde!” – e fui embora, desconfiado que estava fazendo papel de maluco, mas de coração aliviado.

Encontrei minha mãe e almoçamos. Depois, fui comprar dois pedaços de torta na Lecadô (gordo) e passei por mais uma situação embaraçosa. A loja tem uma promoção para quem leva três fatias (1 x R$5,50; 3 x R$13). Eu já sabia disso, mas queria apenas duas. Estava decidido.

– Não vai querer levar mais uma? Fica só R$13.

– Não, só duas mesmo.

– Fulaaaaaaaana! Caixa!

Fulana veio.

– Não vai querer levar três?

– Não, já disse que só duas.

– Ah, tá. Desculpa…

Mas ela não disse desculpa como quem REALMENTE quer se desculpar. Ela falou naquele tom irônico e swingado, de deboche, de quem, na verdade, quer te mandar a merda, mas não pode. Ela queria me afrontar. E eu só me perguntava o que eu tinha feito para merecer aquilo.

– Tá desculpada.

Uma resposta para Eu respondo e eles se ofendem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s