Sophia Reis se despe de pudores em Os 3

RIO – Às vésperas do lançamento do filme “Os 3”, Sophia Reis (“Meu Tio Matou um Cara”), atualmente trabalhando como repórter-apresentadora do programa “A Liga”, da Band, aproveita a oportunidade para lembrar ao público que ela ainda é atriz. “Essa é a minha formação, isso é indiscutível. É claro que as pessoas tendem a achar que eu só trabalho na televisão, mas isso não me importa. Nunca deixei de fazer nada porque estou na TV”, ela disse em entrevista à Pipoca Moderna.

Afastada dos sets desde 2006, quando estrelou o curta “Esse Momento”, seu retorno ao cinema exigiu que a atriz se desnudasse e filmasse uma cena de sexo. O diretor Nando Olival (“Domésticas”) pediu que ela tirasse a roupa já nos testes para o elenco. “Ele me mandou ficar só de calcinha e sutiã. Pensei ‘Opa! Oi?’. Mas é porque a minha personagem é assim, mais exibidinha. Ele queria ver se eu tinha segurança e confiança para interpretá-la”, explicou.

No filme, Sophia é Bárbara, uma garota que chega de mala e cuida, sem avisar, ao apartamento onde a prima mora com dois amigos. Na sua segunda cena, ela já mostra os seios e transa com um dos protagonistas (Victor Mendes, da série “Tudo que É Sólido Pode Derreter”), que ela acabou de conhecer.

Para atriz, a ousadia da personagem não foi um problema. “A cena de sexo é totalmente nua e crua, sem amor nenhum. Então, a minha preocupação é que aquilo não ficasse vulgar. Mas em nenhum momento eu hesitei em fazê-la. Não acho que nada do que apareceu é gratuito. Ficou maravilhoso. Acho que não poderia ter sido melhor, na verdade”, explicou.

Filha do cantor Nando Reis, Sophia assume a herança hippie, se diz totalmente liberal e defende a sua personagem. “Ela quis dar para o cara, e daí? Não é biscate, não é do mal por causa disso. Não existe regra para você se apaixonar, se relacionar. Acho que a gente tem que ser mais livre, mais sincero e menos hipócrita”, opinou.

Ela também é a favor do relacionamento a três que a trama propõe, argumentando que essa é uma realidade possível. “Sou que nem Lulu Santos: ‘toda forma de amor’. Se você quer namorar a três, namora. Se não quer, não namora. Se quiser dar para todo mundo, dá para todo mundo. Acho que a gente julga demais. As pessoas deviam ser menos recalcadas e pudicas. Temos que torcer pela felicidade, seja a três, a quatro, a cinco, com pessoas do mesmo sexo, enfim”, discursa.

O exercício de tolerância aguçou com o programa “A Liga”. A atriz conheceu diversas realidades diferentes durante as gravações, o que a ajuda a ter mais bagagem e referências na hora de atuar. “O programa é uma experiência de vida, me acrescenta muito pessoalmente. É enriquecedor”, diz.

Apesar disso, Sophia dá a entender que não sabe se continuará no programa no ano que vem, porque está envolvida com projetos teatrais e cinematográficos, que prefere manter em segredo. “Não quero falar para não zicar”, protela, mas já contando.

Por Leonardo Torres
Publicado na Pipoca Moderna
http://pipocamoderna.com.br/sophia-reis-se-despe-de-pudores-em-os-3/

Responder a Sophia Reis se despe de pudores em Os 3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s