Fenômeno de popularidade do fim do Exaltasamba

De repente, todo mundo virou fã do Exaltasamba e passou a lamentar o fim do grupo (anunciado no início deste mês, no palco do Domingão do Faustão, mas previsto apenas para fevereiro do ano que vem). A “banda” parece que virou, da noite para o dia, patrimônio cultural, ultrapassando os limites de um público bastante específico – o pagodeiro – e se tornando pauta de rodas, inclusive, acadêmicas. É um fenômeno de popularidade (instantânea, se ignorarmos os últimos 25 anos).

As pessoas passaram a relembrar os hits dos anos 90 e o grupo se tornou um dos mais requisitados do momento para shows, entrevistas e participações em programas de TV. Que Lady Gaga o quê! É Exaltasamba que está dando audiência, minha gente. Nessa, até eu aprendi a letra de Tá vendo aquela lua (e quase aderi à tendência cega de baixar essa música, mas um pouquinho de senso crítico me conteve).

Segundo o Hot100Brasil, que eu admito não saber se é exatamente um site confiável, o DVD que o grupo está divulgando está em décimo lugar na lista dos mais vendidos, na frente de nomes outrora mais cultuados. Uma música do “Exalta” com participação do Mr Catra, A gente faz a festa, é a sétima mais executada nas rádios.

Estranho, não? Não fazem três meses que eu torci o nariz quando o chefe de redação falou para eu dar uma notícia sobre os shows que o grupo de pagode estava fazendo semanalmente em um restaurante aqui no Rio (sente o nível). Agora, eu mesmo tenho a iniciativa de buscar notícias referentes ao Exaltasamba para dar. As pessoas estão interessadas no Thiaguinho, no Péricles, na tristeza do Brilhantina…

Foi mesmo o término que motivou essa onda de exaltamania? Ao que tudo indica, sim. Mas houve uma boa estratégia de marketing por trás disso, claro. Primeiro, começaram a pipocar fofocas sobre a carreira solo de Thiaguinho. Ele negou (e ainda apareceu com uma namorada nova, Fernanda Souza, o que tornou cativo seu nome na mídia). Depois, começaram a falar sobre a separação do grupo, desconversada pelos músicos. Por fim, os próprios alimentaram essa ideia, com declarações suspeitas. Tudo isso culminou com a participação no Domingão do Faustão para um “anúncio decisivo”. Todo mundo sabia qual seria, mas queria ver (e rever no Youtube: são milhares de acessos).

De qualquer forma, se essa febre for mantida, o grupo pode voltar atrás da decisão (por enquanto, eles estão apenas agendando novos shows até fevereiro, depois disso, nada). Maliciosamente, eles não falaram em fim, apenas em pausa. E pausa pode durar um mês, dois. Até menos. Pausa é que nem férias: tá marcada para fevereiro, mas vai saber o chefe não coloca mais pra frente.

Uma resposta para Fenômeno de popularidade do fim do Exaltasamba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s