Cadê o manual?

Quando eu vejo casais como Tarcísio Meira e Glória Menezes, que desconfio serem descendentes diretos de Adão e Eva, ou ainda os pais de amigos meus, casados há no mínimo uns 20 anos, paro para pensar qual é o segredo dessas relações. Tolerar ou ceder?

Sempre acreditei que fosse toletar, que é o mais parecido com o que as mães fazem a vida inteira. Não é o amor materno o mais estável e confiável? Mães amam os filhos antes de mesmo de conhecê-los e, a cada nova descoberta, fazem o exercício da tolerância. Elas toleram os gostos, as atitudes, as escolhas. Mães são pura tolerância. E este é um relacionamento de amor que dá certo, dessa forma.

Tolerar é aceitar o outro como ele é. E o grande erro das pessoas é acreditar que pode mudar o parceiro. Quando o conheci, ele era cafajeste, mas comigo vai ser diferente. Não vai, gente. Não conte com isso. Um namoro – ou casamento (as pessoas ainda se casam hoje em dia, acredite) – que começa confiando nisso está fadado ao fracasso.

Mas aí tem a questão de ceder. Não sou muito simpático a esse verbo. Se o exercito, me sinto anulando a mim mesmo. As pessoas não deveriam nos aceitar como somos? Não foi assim que elas se apaixonaram? Não é isso que diz a regra de tolerar, aplicada a ambas as partes? Não sei. Não sei quanto os relacionamentos duradouros tem de ceda de ambas as partes. Tenho desconfiado que muito.

Desde o início, se cede. Na sua casa ou na minha? Lua de mel na França, que é meu sonho, ou no Hawaí, que é o seu? Mc Donald’s ou Burger King? Vamos pro cinema, que é a minha vibe, ou pra balada, que é a sua? O problema está quando apenas uma pessoa cede, porque, neste caso, ela está mesmo se anulando (e uma hora vai se sentir sufocada ao ponto de querer gritar, ou melhor, terminar).

Talvez a questão seja mesmo tolerar e ceder ao mesmo tempo (o que, cá entre nós, é uma missão bem infeliz). Ou talvez eu esteja viajando e não exista regras ou um manual quando o assunto é amor, como dizem todas aquelas comédias românticas. Vai saber. Ainda tô descobrindo. Errando, as vezes, mas tentando acertar.

Anúncios

Responder a Cadê o manual?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s