13 anos de Chiquititas

Chiquititas: sucesso infantil do SBT exibido de 1997 a 2000

Parece que ontem Chiquititas completou 13 anos de estréia aqui no Brasil. Embora não ache 13 um número de grandes comemorações (prefiro 10 ou 15), eu estou sobrando. Alguns sites fizeram entrevistas e ensaios fotográficos mostrando como as meninas cresceram e o Gugu – agora na Record – fez uma homenagem a Flávia Monteiro (para o seu desgosto, a eterna Tia Carolina) contando com a presença dos ex-chiquititos. Então né… 13 parece sim ser a data das comemorações.

Em uma dessas entrevistas, Elisa Veeck (Fran, uma das minhas personagens favoritas) fez a seguinte declaração: “A novela representa muita coisa na minha vida, mas o mais importante: foi apenas mais um trabalho. Foi grandioso, forte, lindo, mas… Foi apenas mais um trabalho pra minha história. Acabou lá.” Bem, eu discordo totalmente da idéia de Chiquititas como mais um trabalho, projeto, programa de Tv, ou como você queira chamar.

 

No mundo dos grandes, aparece sempre o medo
Perderam a sua chiquitita e com ela os seus sonhos

Chiquititas foi capaz de criar todo um mundo especial – de magia, de sonhos, de fantasias – para as crianças daquela época como nenhum outro projeto foi capaz. Era um incentivo para as crianças serem apenas crianças. Com a novela, os CDs, os álbuns de figurinhas, as roupas, os shows, os sites (e os fóruns!!), as revistas e todo aquele material comercializável, criava-se um mundo a parte. E era lindo.

Lembro que – no auge da minha inocência – eu pedi para a minha mãe deixar eu viver em um orfanato, como as chiquititas. E duvido que eu tenha sido a única criança a querer isso. Era tão legal lá! Mas aí me explicaram que a realidade não era aquela. Sempre a realidade… Chiquititas nos poupava dela, como eu acho que toda criança deve ser poupada. Lembro também que quando eu fazia algo errado o meu castigo era ficar sem ver a novela. Chegava na escola perguntando pros amiguinhos como tinha sido o capítulo perdido.

Lembro da maioria das músicas até hoje. Na verdade, lembro muito bem de tudo. Acho que todo mundo que tem em torno dos 20 anos viveu muito bem esse fase. Eu aproveitei muito: dancei, cantei, sonhei, chorei com a saída de cada personagem, fiquei ansioso com a entrada dos novos. Vivi aquele mundo ao extremo. Não tenho vergonha de dizer que Chiquititas exerceu influência enorme na minha vida, mesmo depois do término (até as minhas primeiras entrevistas – horríveis! – foram com os chiquititos). Para mim, não foi apenas uma novela. Foi um sonho. Hoje em dia, é uma recordação que dá saudade. Me tornei aqueles adultos manés apaixonados pela própria infância.

Fui no show delas quando o Citibank Hall ainda se chamava Metropolitam. Quando a produtora da novela – Cris Morena – passou perto da minha mesa, cutuquei a minha mãe. Lembro como se fosse hoje (tenho boa memória para certas coisas).

– Pede pra ela deixar eu ser chiquitito, mãe.
– Quê?
– Ela é a dona de Chiquititas! É a minha chance! Por favor!
– Fala você com ela.
– Não! Tô com vergonha. Por favor! É Cris Morena o nome dela.
– Mas ela é loira, Leozinho.
– Mãe!!!

Agora, podem me chamar de tosco, de trash, de patético e de loser. Sou mesmo, e daí? Tô ligando pra isso não. “Crescer não é ser mais alto. Crescer não é ser mais forte. Crescer não é ser maior. É muito mais que isso. É poder ir mais longe com nosso coração. Saber olhar para dentro. Ser cada vez melhor”

Anúncios

8 respostas para 13 anos de Chiquititas

  1. Carolina Curz

    Nossa ! Amei tanto que divulguei..

    PS: Se a Cris Morena passasse do meu lado, desmaiava *__*

  2. Rafael Silvério

    Poxa, muito bom mesmo!!
    Sinto muitas saudades daquela época!!
    Ainda tenho todos os cds, álbuns e revistas das chiquititas!! Queria muito poder viver tudo aquilo novamente.
    Chiquititas realmente fez parte da minha vida e ainda faz!!
    Um abraço!! =D

  3. Leandro

    Chiquititas marcou a vida de todos jovens da atualidade, gostava muito de assitir, muito bom seu post.

  4. Adrielle

    Leeeo! Cara, eu era apixonada pela novela, tinha os CD’s, não perdia um capítulo! Ai que saudades dessa novela, que saudades da minha infância, hahaha.
    Eu quando brincava com minhas amigas eu era a Milly, sempre! Adoooro
    Muito bom lembrar disso tudo 🙂
    beijo

  5. F. Labriola

    Nossa, concordo com TUDO. Chiquititas era tudo, até hoje ouço as musicas, vejo os videos, realmente fez parte, fez história. Muito bom o que você escreveu, diz exatamente tudo o que eu sinto e acho pela novela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s