Tentei fazer brigadeiro

Acho que o título desse post é bem auto-explicativo. Eu não consegui – o que é mais uma confirmação que eu sou mesmo filho da minha mãe. Ela não é lá uma grande cozinheira. Prefere pedir marmita e comprar comida congelada a chegar ao fogão e cozinhar. E naquelas festinhas de criança onde cada uma leva uma coisa, ela sempre me dizia: “Pede para levar refrigerante, porque eu não sei fazer nada!” E era isso que eu dizia. Mamãe não sabe cozinhar. E, bem, eu também não. Nem brigadeiro.

Eu deveria ter desconfiado, já que também não tive muito sucesso com o macarrão instantâneo. Na última vez que tentei, obtive uma pasta massuda e cheia de espuma. Não deu certo não e dei fim à minha aventura culinária. Agora, quis voltar. Todos meus amigos fazem brigadeiro. Já os vi fazendo tantas vezes. Parecia tão fácil. Subestimei a arte do doce mais desejado das festas infantis.

Estava lá eu mexendo a colher na panela em formas circulares, sempre para o mesmo lado (o meu braço estava cansado já, queria mexer no sentido inverso, mas tive dúvidas se podia fazer isso, não arrisquei) quando aquela coisa marrom começou a borbulhar. Eu sabia que aquele era um momento importante. Segui mexendo. Abaixei o fogo com a outra mão. Tava no máximo – sabe como é, gosto de tudo muito rápido. Coloquei no mínimo para não queimar. Seguiu borbulhando. O chocolate tava fervendo. Apaguei o fogo. Segui mexendo. Notei que havia crostas no fundo da panela. Crostas. 

I´m not Julie Child

Tentei arrancar as crostas com a colher. Não se moviam. Tenso. Eu queimei, né? Tirei a parte mais líquida de cima e vi: queimadíssimo. Dei uma provadinha. Tava quente demais para sentir qualquer gosto. Coloquei a panela na geladeira. Fui lavar a colher. O chocolate (não sei se posso chamar assim) não soltava da colher. Por nada. Juro que fiz de tudo, mas não deu certo. Saldo dessa experiência:

  1. Uma colher no lixo;
  2.  Uma lata de leite condensado no lixo (cerca de R$3) – ou você acha que depois eu não constatei que toda aquela gororoba marrom tinha gosto de queimada?;
  3. Uma panela com crostas de chocolate irremovíveis, totalmente queimada (a enchi de água e deixei para minha mãe resolver esse problema);
  4. Um esporro da minha mãe hehe;
  5. Uma sacaneada da minha mãe:

– Quando você quiser ter uma aventura culinária, me avisa. Tinha que ser com fogo baixo. Não sei fazer também não, mas é sempre com fogo baixo. Por que você não comprou brigadeiro pronto?
– Porque eu queria fazer…
– Eu hein. O pronto é muito mais prático…

É isso aí. Somos bom mesmo é comendo.

Responder a Tentei fazer brigadeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s