Só se for assombração

Em uma das muitas lanchonetes entre os metrôs do Largo do Machado e do Flamengo, hoje:

Criança pequena: Vóóó!
Mãe: Que ‘vó’, menina? Sua avó já morreu.

Não preciso dizer que já estava segurando a risada.

Mãe: Só se for assombração!

Não preciso dizer que gargalhei.

[ post apenas para registrar o dia de hoje para a eternidade ]

Responder a Só se for assombração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s