Como eu fui parar no show da Isa TKM

Dias atrás, o Guilherme me perguntou se eu queria cobrir o show da Isa TKM aqui no Rio de Janeiro para a PlusTv. Aceitei. Quando chegou o e-mail com a confirmação do credenciamento, caiu a minha ficha: não sei nada sobre o assunto. Thati, que ia comigo para tirar as fotos, sabia menos ainda.

Hora de recorrer ao Google. Li um pouco e descobri que se tratava de uma novela infantil que também fazia shows musicais – como já aconteceu com Chiquititas, Floribella e até mesmo Rebelde/RBD. Pensei: huuuum, no que foi que eu me meti?

Depois de saber o básico teórico necessário para fazer a cobertura, recorri ao Youtube para ver na prática. Huuum, então foi nisso que eu me meti. A parada é bem trash, caso você não conheça. (veja aqui o vídeo que eu vi e entenda o impacto) Mas eu não conseguia ver os vídeos e não rir. Rir das roupas, das músicas, das coreografias… Thati idem. Notamos que, no fundo, íamos nos divertir por lá. Fomos ansiosos para rir.

Chegamos, entrada por trás, pulserinhas no braço e acesso praticamente ilimitado a todos os setores do HSBC Arena. Já fui lá um bocado de vezes, mas nunca tinha circulado tanto. Foi uma experiência bem divertida poder ultrapassar todas aquelas grades que servem justamente para impedir todo e qualquer acesso. Um barato.

Resolvi fazer umas entrevistas com as crianças para colher um material para a minha matéria e também entender melhor o espírito da coisa. Eu adoro crianças, mas não sei lidar com elas. Nunca sei como me comportar e tudo o mais. Fico meio travado. Então, achei que isso não ia render muito. Escolhi uma menina aleatoriamente e comecei. E aí a menina do lado quis falar também. E a outra. E a outra. E todas. E me gritavam. Algumas não entendiam que era apenas uma entrevista: achavam que eu estava fazendo uma lista para camarim e coisas assim. Me diziam que o sonho delas era conhecer a tal da Isa. Engraçado. Como se eu pudesse fazer algo por elas.

E isso se tornou uma loucura. No início, eu estava achando divertido. Parecia estar me entendendo  muito bem com elas, falando a sua língua. Depois, elas ficaram mais histéricas do que eu podia lidar. Me gritavam, me puxavam, enfim, não me respeitavam. Cadê o pai dessas crianças?, gritava internamente. Passei a falar mais alto: calma, calma. E comecei a me deseperar. Eu não era capaz de encarar um motim infantil. A produção do show me ajudou e fui socorrido. Ufa.

O show começou e era exatamente o que eu já tinha visto no Youtube. Algo bem trash. Mas as crianças adoravam. No futuro, vão se envergonhar disso. Será como a minha geração, que renega Xuxa e É o Tchan, sendo que eles venderam milhões na nossa época. Os CDs estão todos escondidos nos nossos porões.

Anúncios

Uma resposta para Como eu fui parar no show da Isa TKM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s