Vi nada não

Carnaval de 2005. Um amigo ia desfilar na Imperatriz Leopodinense. Tenho uma grande implicância com essa escola, por ter vencido a minha Beija Flor alguns anos seguidos, mas naquele ano eu sabia o samba da Imperatriz de cór. Tipo de coisa que a gente faz pelos amigos.

Foi um Carnaval muito louco. Nada de fantasias, gente caindo bêbada, fazendo xixi na rua e se comendo em público. Foi um Carnaval virtual, minha gente. So geek. Péssimo. Reunimos uma galera numa conferência no MSN para assistir e comentar os desfiles ao vivo. Coisa fina. Trakinas numa mão e teclado na outra. Todo mundo ansioso pra ver o garoto no desfile na Imperatriz. E nada do desfile começar. Rolou uma confusão com o desfile da Portela que acabou atrasando tudo. Foi um auê.

Terminada a confusão, iniciou o desfile. Galera no MSN já caindo de sono. Esse negócio de Trakinas não deixa você ligadão não. E aí já não lembrávamos: ele viria no segundo ou no terceiro carro alegórico? Uns diziam segundo, outros diziam terceiro. Adoro confusão. Melhor era ficar atento ao desfile todo.

Sei que o desfile ia passando e nada do nosso amigo aparecer na telinha da Globo. O negócio tava ficando chato. Eu não aguentava mais cantar aquele samba que nem da minha escola era. Fui na cozinha beber uma água. Quando voltei, só vi isso no MSN:

Mariazinha diz: Ele apareceeeeeeeeeeeeeeeu!
Joaninha diz: Olha lá eleeeeeeeeeee!
Pedrinho diz: Agoooooooora!
Claudinho diz: Viraaaaaaaaaaaam?
Leonardo diz: Vi nada não.

Anúncios

Responder a Vi nada não

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s