Devolve a minha camisa!

Sandy e Junior se apresentando com minha camisa jogada no palco

Ih, gente. Tava conversando com a Erica ontem e depois embarquei numa sessão nostalgia. Não é surpresa pra ninguém o quanto eu fui fã de Sandy & Junior, né. Fã seguidor ainda por cima, que é aquele que mais enche o saco do artista. Hoje em dia, Sandy me conhece e as coisas são muito mais amenas do que antigamente. Mas pra chegar a isso, passei por bocas e boas…

Quando eu tinha 14 anos, por exemplo, fui para a gravação do Show da Virada, aquele especial de fim de ano da Globo que ninguém vê (virar o ano em frente da Tv é, no mínimo, deprimente). Só que como eu era tiete, não bastava estava lá. Eu tinha que estar na grade, pra Sandy me ver. O que eu fiz? Cheguei na fila cedíssimo, de manhã. Passei o dia todo lá, embaixo de sol, sem dignidade alguma. Lembro que minha mãe estava lá também, me acompanhando. Coitada!

Como planejado, fiquei na grade. Os seguranças avisaram que quem tava ali não podia bater fotos, senão ia aparecer no vídeo e o diretor (Legey) ia reclamar. Pensei: aham, Cláudia, senta lá. Eles achavam mesmo que Sandy ia tá na minha frente e eu não ia bater foto alguma? Oi, eu sou fã.

As apresentações começaram com Daniela Mercury e KLB. Só gente boa. Realmente eu não tinha porque fotografar nada disso. Então, fiquei na minha. Até que Sandy entrou e eu já saquei a máquina. Comecei a bater minhas fotos, como de costume. O segurança veio e reclamou. Caguei. Reclamou de novo. Caguei novamente. Reclamou mais uma vez e disse que era a última vez que tava falando. Passei a fotografar na encolha. Os flashs me entregavam. Ficou puto. Veio o chefe de segurança, me pegou por trás e falou:

– Vamos colocar sua máquina no porta-volumes, vamos?
– Eu não. Só quando a Sandy sair do palco. Vim pra vê-la. Eu hein.
– Vamos agora.
– Não.
– Vamos!

Vocês sabem como são esses caras, né? Verdadeiros armários humanos. Enormes e rudes. Temi. Joguei minha camisa no palco estrategicamente.

– Jogaram minha camisa no palco! Não posso ir agora! Só quando pegar minha camisa!
– Então pega aí!

Ih, caiu que nem patinho. Sou muito foda, pensei. Venci. É, sou um máximo mesmo. Estou impressionado comigo. Agora é só esperar a Sandy parar de cantar, que eu pego minha blusa e enrolo ele com isso de porta-volumes mais uma vez. É isso aí.

Ei! Como vou pegar minha camisa? Como? Ai, meu Deus! Minha mãe vai me matar! Essa camisa é nova! Não posso voltar pra casa sem essa camisa. Desespero. Que que eu fiz? Perdi a noção! Que idéia idiota – jogar minha camisa.

– Saaaaaandy! Devolve minha camisaaaa! Essa azuuul! Minha mãe vai me mataaaaaar! Saaaaandy! Devoooooolve! Tá me ouviiiiindo?

E Sandy seguia cantando a música preocupada com as câmeras. Me olhava, mas eu não tinha certeza se ela estava me entendendo. Ela não estava, né? Se tivesse, já teria jogado minha camisa de volta. Ai, meu Deus. Que ídola esperta eu fui arranjar. Só pensa nela. Eu preciso da minha camisa de volta.

– Saaaaandy! Minha camiiiiiiiiisa!

E o segurança me olhava numa mistura de raiva e incredibilidade. E eu olhava pra ele desesperado. Ele podia deixar de ser chato e me ajudar, né? Nesse momento, todo mundo da grade já estava me ajudando e gritavam junto comigo. Apontavam pra camisa e depois apontavam pra mim. É esse o espírito, galera. Me ajudem. O que vão pensar lá em casa se eu chegar sem a camisa?

E, quando a música estava terminando, Sandy jogou minha camisa de volta! Que generosa! Ela é linda, não é mesmo? Vocês viram só? Ela jogou a camisa de volta. Ela entendeu direitinho. Muito esperta, gente. Uma fofa.

E o segurança me levou ao porta-volumes. Pedi pra ele me deixar na grade de novo, no mesmo lugar. Ele, obviamente, não me deixou lá. E seguiu-se uma sequência de músicas de Bruno e Marrone, Zezé Di Camargo e Luciano e afins… Era demais pra mim. Fui no porta-volumes por vontade própria, peguei minha máquina e voltei pra casa. Vestindo a minha camisa.

3:22 a 3:26: momento que minha camisa é devolvida

Mas, ó, eu não sou mais assim não, tá galera?

5 respostas para Devolve a minha camisa!

  1. Liliane

    kkkkkkkkk eu assitia Show da Virada!!! Pq eu passava a virada no Mato Grosso do Sul, e lá o fuso-horario é diferentee. Dava tempo de assistir e depois ainda ir pra festaaaaaa

  2. Rosane

    Ai que lindo…adorei o post especial…o especial tinha q ter Sandy né?por incrivel eu não sabia dessa história…adorei amigo…beijinhos

  3. Thatiana

    Ihhh adorei… achei essa sua estratégia DEMAIS! auhauuahuahuahauhari bocados!

  4. Felipe Labriola

    Não acredito nisso, HAUHAUAHUAHUAHU, cara você é uma comédia, um personagem, HAHAHAHA, adorei demais, louco desde sempre.

  5. RomMa

    Fico imaginando a cara da Sandy tentando entende-lo!HUAUHAUHAUHUAHUHAUHAUHAUHAUHAUH

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s